WP-CLI no terminal

Quem tem medo do terminal?

Ferramentas de linha de comando (CLI) essenciais para gerenciamento de sites WordPress.

Ontem (30 de Março) tivemos um meetup na comunidade WordPress em São Paulo focado em linha de comando e ferramentas feitas em CLI (Command Line Interface) para gerenciar sites feitos usando o CMS WordPress.

Durante essa apresentação eu comentei como instalar e usar as seguintes ferramentas:

Os slides também estão disponíveis no SlideShare.

WP-CLI

Gerenciando o WordPress pela linha de comando

WP-CLI é uma interface de linha de comando para WordPress que permite que você faça diversas ações sem precisar abrir o navegador.

Assim como o WordPress, o WP-CLI é um projeto de código aberto que você pode contribuir.

Instalação

Requisitos:

  • Sistema UNIX ou Windows com suporte limitado.
  • PHP 5.4 ou superior.
  • WordPress 3.7 ou superior.
# Baixando o pacote
curl -O https://raw.githubusercontent.com/wp-cli/builds/gh-pages/phar/wp-cli.phar

# Teste o arquivo Phar para ver se está funcionando
php wp-cli.phar --info

# Mova o arquivo executável para seu PATH
# para poder usar o comando wp
chmod +x wp-cli.phar
sudo mv wp-cli.phar /usr/local/bin/wp

# Teste para ver se tudo funciona
wp --info

A Anyssa Ferreira fez um post sobre o WP-CLI em que ensina a configurar o WP-CLI em ambientes Windows.

Atualização

Depois de instalado, a atualização é bem simples.

wp cli update

O que o WP-CLI pode fazer?

  • Baixar, instalar e atualizar o próprio WordPress. `wp core`
  • Instalar, desinstalar, ativar, desativar e remover temas e plugins. `wp theme` e `wp plugin`
  • Instalar e remover pacotes de idiomas. `wp language`
  • Gerar miniaturas de imagens. `wp media`
  • Gerenciar o conteúdo de posts, páginas e demais tipos de post. `wp post`
  • Importar ou exportar o conteúdo do site. `wp import` e `wp export`
  • Gerenciar o cache e transients. `wp cache` e `wp transient`
  • Ações no banco de dados usando as informações contidas no wp-config.php. `wp db`
  • Criar, atualizar ou remover usuários e suas permissões. `wp user`
  • Criar códigos de base para plugins, tipos de post, taxonomias, plugins, temas filhos etc. `wp scaffold`
  • Search-replace e muito mais. `wp search-replace`

A lista completa de comandos pode ser acessada no próprio site do WP-CLI.

Uso básico

Fazendo download dos arquivos do WordPress para seu computador, configurando e instalando.

# Baixando os arquivos do WordPress para seu computador
wp core download --locale=pt_BR
 
# Preencher o arquivo wp-config.php com suas informações
wp config create --dbhost=host_do_db --dbname=nome_do_db --dbuser=usuario_do_db --dbpass=senha_do_db --locale=pt_BR
 
# Instalando o WordPress
wp core install --url="http://localhost" --title="Site de exemplo" --admin_user=usuario --admin_password=senha --admin_email=seu@email.com --skip-email

Mais conteúdo sobre o WP-CLI

Há algumas semanas atrás, o Felipe Elia publicou um vídeo e post bem interessantes sobre como criar um arquivo .sh para automatizar a instalação do WordPress com plugins e temas.

O Marcos Schratzenstaller fez uma apresentação com diversos exemplos de como usar o WP-CLI no WordCamp Porto Alegre 2018.

WPScan

Testando a segurança do site

O WPScan é uma ferramenta gratuita para fins não comerciais de testes de vulnerabilidades criada por profissionais de segurança e administradores de sites.

Utiliza as informações do site WPScan Vulnerability Database.

Instalação

Requisitos:

  • Ruby 2.3 ou superior.
  • Curl 7.21 ou superior.
  • RubyGems mais recente.
# Instalando pelo RubyGems
gem install wpscan

# Instalação alternativa com Git
git clone https://github.com/wpscanteam/wpscan
cd wpscan/
bundle install && rake install

Atualização

A atualização é feita pelo próprio RubyGems.

gem update wpscan

Uso básico

Lendo algumas informações de um site.

# Acessando um site para ver as informações de servidor, plugins e temas
wpscan --url exemplo.com.br

# Listando usuários
wpscan --url exemplo.com.br --enumerate u

# Vendo mais comandos
wpscan --help

EasyEngine

Linha de comando para gerenciamento de servidores

É uma interface de linha de comando focada em criação e gerenciamento de sites em servidores. É mantido pela rtCamp.

Instalação

Pode ser instalado em macOS, Linux ou qualquer outra plataforma que suporte PHP e Docker.

# Instalando o EasyEngine no Linux
wget -qO ee rt.cx/ee4
sudo bash ee

# Instalando o EasyEngine no macOS
brew install easyengine

Atualização

O EasyEngine pode se auto-atualizar com o seguinte comando:

ee cli update

Uso básico

Comando para criar um site WordPress usando cache Redis e certificado gratuito do Let’s Encrypt.

ee site create example.com --type=wp --cache --ssl=le

A lista completa de comandos pode ser acessada aqui.

Um comentário

  1. […] exemplo, quem acessar o post Quem tem medo do terminal? mais de 5 vezes, verá o seguinte aviso antes do […]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: