Há alguns dias atrás participei da Campus Party Brasil (#CPBR9) e ministrei o workshop Trabalhando com Posts e Campos Personalizados. A apresentação foi muito bacana, porém, nos dias anteriores eu estava tendo problemas com meu servidor na DigitalOcean e meu site ficou fora do ar!

Nesse post falarei sobre a ferramenta que utilizei para consertar esse problema.

EasyEngine.io é um sistema de linha de comando baseado em Phyton para configurar servidores NGINX em distribuições Linux (Ubuntu ou Debian) para rodar HTML, PHP, MySQL, HHVM, PageSpeed e sites WordPress.

O EasyEngine é mantido pela rtCamp que, há anos atrás, criou o rtMedia (conhecido anteriormente como BuddyPress Media e que eu ajudei a traduzir) e fiquei impressionado ao saber que foi lançado oficialmente em 2013!

Ele é bem fácil de ser instalado em seu servidor, mas você precisa ter acesso SSH. Então já passou da hora de você sair daquela sua hospedagem compartilhada.

A melhor opção é instalá-lo em um servidor novinho em folha. No site deles você encontra os guias de como criar um novo servidor na AWS, Linode e DigitalOcean.

Após ter criado seu novo servidor, acesse-o via SSH e rode o seguinte comando para instalar a versão mais recente do EasyEngine (ee):

wget -qO ee rt.cx/ee && sudo bash ee

Agora já podemos criar nosso site usando também um comando do EasyEngine (não se esqueça de alterar example.com pelo domínio correto do site que você instalará nesse servidor):

sudo ee site create example.com --wpfc

Pronto, você acabou de instalar o WordPress usando Nginx, cache do Nginx, php5-fpm e MariaDB.

Com esses dois comandos consegui criar uma nova instalação e depois migrar todo meu conteúdo manualmente (banco de dados e arquivos) em menos de 5 minutos.

Essa configuração padrão é tão boa que você pode até mesmo desabilitar o PHP do servidor após ter gerado o cache, que seu site continuará exibindo todo seu conteúdo. Quer fazer o teste?

Acesse alguma página do seu site e rode o seguinte comando:

sudo service php5-fpm stop

Agora volte na sua página no site e a atualize. Ela continuará sendo exibida!

Não se esqueça de ligar o PHP novamente hein 😉

sudo service php5-fpm start

O EasyEngine tem uma lista bem útil de comandos mas o mais interessante é o ee site create, com ele você pode criar até 15 tipos diferentes de instalações WordPress.

Agradeço ao Claudio Sanches por me indicar essa maravilha da tecnologia.

34 comentários em “Configurando um VPS com EasyEngine

  1. Ótima dica Rafael Funchal. Eu já tinha ouvido falar sobre o EasyEngine, mas não tinha me aprofundado no assunto e não imaginava que seria tão simples. Muito obrigado!
    Com esse comando create example.com eu posso configurar vários domínios no servidor?

    1. Sim, você pode criar quantos sites você quiser em seu servidor usando `ee site create dominiodosite.com`, porém, vale a pena verificar a política de cada empresa sobre isso. Se não me engano, a DigitalOcean não recomenda a instalação de vários sites no mesmo droplet.

  2. opa, preciso de um help… Ao instalar o ee sem wp ele instala normalmente, porem ao solicitar qq complemento wp+php7, qq coisa ele da erro.

    Updating apt-cache, please wait…
    Installing packages, please wait…
    Restart : php7.0-fpm[OK]
    Running pre-update checks, please wait…
    Setting up NGINX configuration [Done]
    Setting up webroot [Done]
    Downloading WordPress [Done]
    Setting up database Oops Something went wrong !!
    Calling cleanup actions …

  3. Olá Rafael, muito bacana esta opção de Easyengine.
    Obrigado pelo conteúdo!

    Qual seria a diferença entre utilizar o Easyengine ou utilizar um painel de controle tipo o ISPconfig?

        1. Sim. São duas interfaces e maneiras bem diferentes de trabalhar.
          Como você está entrando nessa área agora, aconselho que teste as duas opções e veja qual é a melhor para você, porém, é sempre bom saber usar linha de comando no terminal em desenvolvimento web.

        2. Oh Rafael obrigado pela resposta!
          Vou tentar seguir sua orientação ao longo do tempo 😉
          Em questão de DESEMPENHO do servidor, algumas das opções possui melhor desempenho de acordo com sua experiência?

  4. Olá Mestre Funchal, tudo bem? No post acima ele vai instalar o PHP versão 5? No caso como seria para instalar a versão 7 do PHP.

    Abraços e muito sucesso para você.

    1. Oi, Thiago!
      O indicado é que você utilize seu endereço pessoal mesmo ou um e-mail de domínio que não seja relacionado ao site que você estiver criando. Assim, caso seu domínio tenha algum problema, você ainda receberá as mensagens sobre a renovação do SSL.

    1. 1Gb de memória para rodar a aplicação inteira eu acho muito apertado e pode causar lentidão ou então derrubar seu servidor dependendo do número de acessos (mesmo com cache). Nesse caso, eu indicaria apenas um site para o droplet básico da DigitalOcean.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.